Perfil: A dona da história

Foto; Por Elsânia Estácio

Ela estava sentada no sofá da sala, vestida com uma blusa regata vermelha é uma calça jeans cinza, quando cheguei. Um pouco ansiosa Nilza Estácio da Silva começou a falar. De sua infância não se lembra muito bem, mas da adolescência, das fases boas e tristes da vida ela traz tudo na “ponta da língua.” A doméstica, dona de casa, mãe, mulher de 43 anos, nasceu num domingo, na cidade mineira de Santa Rita.

Desde criança mostrava-se responsável com suas obrigações. Na escola era muito esforçada, mas só estudou até a 4° serie do Ensino Fundamental. A adolescência não foi nada fácil. Começou a trabalhar muito jovem para ajudar seus país, Nilza viveu numa família tradicional, filha de lavrador e mãe dona de casa, a menina teve educação rígida seguindo todas as regras familiares da época.

Sempre obediente, seguia os pais por onde fossem. Nilza não media esforços para ajudá-los, além de cuida dos quatro irmãos mais novos trabalhava na roça com seu pai e seus três irmãos mais velhos plantando milho e feijão, trabalhavam de 05h da madrugada até ás 10h da manhã. Depois do dia cansativo de trabalho tinham que ter animo para enfrentarem a jornada de duas horas de viagem caminhando até a escola que ficava na cidade próxima.

Saiam às 17h da tarde do colégio e chegavam em casa ás 19h da noite muito cansados. Enquanto os três irmãos mais velhos ajudavam seu pai a cuidar das criações da fazenda onde moravam, Nilza ajudava a olhar os três irmãos menores para sua mãe providenciar o jantar. E assim foi essa rotina até se casar.

Com um corpo e uma simpatia exuberante. Nilza logo arrumou candidatos a namoro. Não foram poucos, mas somente um fez o coração dela bate mais forte, o moreno elegante Luiz Estácio das virgens que no primeiro instante que há viu se apaixonou perdidamente, pela moça dos olhos verdes que esbanjava simpatia no salão de festa.

Namoraram oito meses é subiram ao altar no final daquele ano dezembro de 1988. O maior sonho de Nilza era de ser mãe. No mês de fevereiro do ano seguinte engravida de sua primeira filha, Elsânia A. Estácio da Silva, com 21 anos hoje. Depois de um ano e três meses dá a luz a segunda filha, Verônica Estácio da Silva, 18 anos. Após cinco anos, Nilza engravida do terceiro filho Marcos Estácio da Silva, hoje com 13 anos.

Quando tudo parecia está em seu devido lugar, acontece o inesperado. Seu marido consegue um emprego em Brasília e resolve se mudar com a família para uma pequena cidade satélite, São Sebastião que no começo dos anos 90 não tinha nenhuma estrutura para moradia. Com muita luta e trabalho com seu esposo Luiz, ergueu sua casa no bairro Residencial Oeste.

Onde mora atualmente há 19 anos, Nilza fala com orgulho de como a cidade cresceu e se desenvolveu com o passar dos anos. Se sente feliz por tudo que passou e pelos objetivos alcançados com muita fé e determinação. Não deixou que o desânimo matasse seus sonhos.

Ao perguntar como se define sua vida, Nilza se endireita muda de posição no sofá, e pensativa responde: Emoções, sofrimentos, lutas, muita determinação e fé. É assim que considera o desenrolar dos capítulos de sua vida. Hoje depois de todas as felicidades e desafios enfrentados, a dona da história traz com um sorriso no rosto as marcas de quem viveu, sofreu, e venceu as adversidades da vida com muita perseverança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: